Ventos na Baía da Ilha Grande

É fundamental conhecer o comportamento do tempo na região que você navega. Neste post reuni um conjunto de dicas práticas sobre ventos e meteorologia na região da Baía da Ilha Grande.

Esta não é uma região de ventos fortes.

Em situação de tempo bom (a maior parte do tempo) começa a soprar um Nordeste lá pelas 10h00min e segue assim até umas 16h00min. O vento costuma variar entre 2 e 14 nós  e costuma girar bastante ao longo do dia. Oscila entre Leste e Noroeste, mas predomina o Nordeste. O pico do vento ocorre próximo das 13h00min, principalmente nos dias de sol forte. Tudo muito tranquilo.

Ao escurecer o vento vira e sopra uma brisa de Sudoeste de 2 a 4 nós que dura até a manhã do dia seguinte.

Na situação de tempo bom não tem com o que se preocupar, dificilmente precisa reduzir a área vélica a não ser no caso de temporal.

​​

velejando com uma lestada

Temporais

Nos meses de maior calor você vê temporais se formando e caindo praticamente toda tarde e toda noite.

 

Durante o dia preocupe-se com formações de cúmulos nimbos a Nordeste de sua posição, porque tem boas chances de você estar no caminho dele. Não se preocupe com as formações de temporal ao Sul, Sudoeste, o que geralmente é sobre os morros da região, o vento tende a afastar esses temporais de você, é o que acontece toda tarde quando você está ancorado na Ilha do Cedro.

Já ao anoitecer a situação inverte: temporal a Nordeste vai ser empurrado para longe, mas o que se formar a Sudoeste é quase certo que vai vir pra cima de você!

Apesar de passar rapidamente é bom se preparar. A cabeça do temporal pode trazer ventos de mais de 30 nós, se você não estiver bem ancorado vai garrar facilmente. É bom também se precaver contra os raios.

Estando ancorado eu desligo todos os instrumentos, não resolve se o relâmpago te atingir, mas ajuda no caso de cair perto.

Frentes frias

A subida de frentes frias é a situação que mais requer sua atenção, principalmente nos meses mais frios. No verão elas têm dificuldades de chegar à região, mas no inverno são frequentes. Na chegada da frente fria sopra o Sudoeste com rajadas entre 18 e 30 nós que podem passar dos 40 dependendo do lugar. A “pauleira” costuma durar pouco, menos de meia hora, mas é suficiente para te colocar em apuros. É a situação que requer mais atenção para quem está navegando ou ancorado. O mar levanta e dependendo do lugar a situação fica bem complicada.  Não conheço ninguém que navegue por esta região e não tenha vivido uma história de sufoco nestas horas.

 

A primeira dica é obvia: saiba antecipar que está para chegar uma frente fria e, com ela, a possibilidade de entrar um vento Sudoeste com rajadas força 5 ou 6.

Quer saber como é ter que rizar a mestra e enrolar a genoa em uma situação de vento forte, dê uma olhada no vídeo abaixo, esses caras com certeza não deram atenção aos sinais de vento forte chegando.

Com os sites e Apps de previsão de tempo ficou fácil antecipar a virada de tempo. Há muitas boas alternativas. Eu particularmente uso dois que me proporcionam leitura fácil das variáveis que mais me interessam e, principalmente, que me acostumei a usar. São eles o Windy e o Windyty.

O Windy é grátis. Gosto dele porque dá uma ótima visão da situação do Sul da América do Sul como um todo. É fácil visualizar as zonas de alta e baixa pressão e como elas devem se movimentar nos próximos dias. Permite dar zoom e ter detalhes de previsão local tais como chuva, temperatura, vento, rajadas, etc.

O Windyty, do mesmo desenvolvedor, é pago. A taxa anual é de cerca de R$ 25,00. Acho que vale! Dá uma leitura ainda mais fácil das condições de onda e vento dos seus locais favoritos. Eu sempre olho as condições da Marina do Engenho que fica ao lado da Marina do Farol de Paraty onde fica meu barco e do lado sul da Ilha Grande, assim fico sabendo como está a situação fora da baía.

As previsões que eles trazem são bem precisas, dá pra confiar que ocorrerão com diferença de umas duas horas pra mais ou pra menos.

Windy dá uma boa visão do que está previsto para a  América do Sul. Sabendo o que está ocorrendo no litoral do RGS e Santa Catarina fica fácil prever o que deve chegar a região em um a três dias.

Windyty - entrando no favorito tem estimativas hora a hora de condições de tempo, mar e maré.

Isto é particularmente importante quando você planeja ir para o lado de fora da Ilha Grande.

Fazendo sua própria previsão de entrada de frente fria

 

Mas é prudente não depender exclusivamente das previsões de tempo. Em diversos locais da Baía não chega sinal digital e você precisa fazer sua própria previsão. Ai você precisa observar os principais indicadores de que deve ter Sudoeste chegando.

 

Sinais que eu costumo monitorar:

  • Nuvens: a presença de cirrus é uma ótima indicação que tem virada de tempo a caminho.

  • Direção do vento: o Noroeste e o Oeste indicam que deve ter virada de tempo em breve.

  • Pressão: fique esperto com quedas bruscas de pressão, principalmente abaixo de 1013 mm de Hg.

  • Insetos e animais: quando o siriri (formiga cupim com asas) sai no final da tarde é porque eles preveem chuva. Morcegos saindo para caçar antes do escurecer também são um bom indicador.

  • Subida da temperatura, principalmente no final do dia. Quando vejo aqueles finais de tardes deliciosos, quentes, abafados, sem vento eu fico esperando virada de tempo durante a noite.

A segunda dica é: ancore somente em locais protegidos

Quando tem previsão de entrada de Sudoeste ancore em locais protegidos do vento e do mar, ou seja, próximo de morro ou ilha à Sudoeste. Mas é importante que o morro esteja próximo senão ao invés de te proteger ele acelera ainda mais o vento, como é o caso da Praia Vermelha, do Saco do Céu, na frente da Vila do Abraão e até mesmo do Sitio Forte. No Saco do Céu, apesar de parecer protegido, entra um SO bem forte. Para se proteger precisa ancorar bem encostado no morro próximo do restaurante Almirantado.

 

Outro lugar para ficar esperto é o Saco do Mamanguá, o SO canaliza entre as montanhas e o vento chega aos 40 nós. O melhor local para ancorar é bem no fundo, próximo da Ponta do Bananal.

Com previsão de frente fria não ancore do lado de fora da Ilha Grande ou na Praia dos Melros. Lá o vento bate forte e mar levanta rápido.

Outro cuidado é largar bastante corrente e cabo, pelo menos 7 vezes a profundidade + altura do gurupés + 1 metro de variação de maré. A maior parte dos fundos da região é lama e a ancora garra fácil.

Precisa ficar esperto nos finais de semana prolongados com muita gente ancorando em volta, com pouco cabo na água e perto de você. Quando o vento entra os barcos garram e rodam e se estiverem perto batem uns nos outros.

A terceira dica é: se estiver velejando não hesite em reduzir a área velica

Se você estiver velejando e perceber que o SO está pra entrar, não pense duas vezes, trate de reduzir a área velica enquanto dá. É melhor reduzir, a frente não entrar e voltar a aumentar os panos do que se surpreendido por rajadas de 25 nós com todo pano em cima.

Ventando SO, se estiver velejando da Ilha Grande para Paraty, procure navegar na sombra da Ilha até as imediações da Laje Branca em frente à Araçatiba e ai faça a travessia na orça máxima, provavelmente rumando para a Ilha do Cedro.

Se estiver na região de Paraty velejando para a Ilha Grande... que inveja tenho de você! Divirta-se, vai ser uma velejada e tanto, numa destas ocasiões fomos de Paraty ao Sitio Forte na Ilha Grande em 3 horas, foi bom demais!

A foto do satélite mostra a formação de nuvens que antecede a frente fria, que como mostra a carta sinótica estava estacionária (normalmente elas ficam estacionárias durante o dia e viajam rápido a noite). A foto é como estavam as nuvens no céu em Paraty.

Esse vídeo foi feito numa deliciosa tarde de verão. Os morcegos saíram para caçar mais cedo que o costume, estava abafado, sem vento. A meia noite o Sudoeste entrou forte! Amanheceu com chuva.

Sequencia de fotos da evolução das nuvens ao longo do dia com a chegada de frente fria,

 

Vídeo de Sudoeste entrando

Para saber mais sobre meteorologia recomendo este livro:

METEOROLOGIA E OCEANOGRAFIA – Usuário Navegante – Paulo Roberto Valgas Lobo e Carlos Soares